Crisálida



Por Leilane Paixão



Amigo, sabe o que eu acho?

Você tem dificuldade de ver o lado bom da crise.

Penso que não é de hoje que você está em crise, e esse processo - diferentemente do que você pensa: "ai, eu vou deprimir!" - é um processo muito bonito! Você sabe que "crise" vem de crisálida (ou, ao menos, um dia alguém compreendeu assim e saiu disseminando)? Crisálida é o processo que a lagarta vive até virar borboleta. E isso é muito bonito.

Meu amigo, às vezes, tenho a impressão de que te ensinaram a ver a vida por um olhar patológico e patologizante... Coisas desagradáveis na vida acontecem, assim como sentir-se impotente, incompetente, pequeno, desinteressante, etc etc. Se você parar pra refletir, verá que tudo é uma questão de perspectiva. Não podemos mudar os fatos, só podemos mudar o modo como o compreendemos, interpretamos... enfim! O modo como olhamos para os fatos e para o que nós somos.

Não somos fortes, imponentes e felizes o tempo todo. Não podemos ser, porque isso destoa da nossa condição humana! O sofrimento é inerente ao homem, por uma questão existencial. Não há como viver sem se angustiar, não há como passar pela vida de modo indolor, sem sofrimento. Você me dirá: "mas alguns sofrem mais do que outros...". Pode ser... Mas também, quantas pessoas nós conhecemos que sofrem o pão que o diabo amassou e não se quebram? Já dizia Lenine: "eu envergo, mas não quebro".

"Se por acaso pareço
Que agora já não padeço
De um mau pedaço na vida

Saiba que minha alegria
Como é normal, todavia
Com a dor é dividida

Eu sofro igual todo mundo
Eu apenas não me afundo
Em sofrimento infindo

Eu posso até ir ao fundo
De um poço de dor profundo
Mas volto depois sorrindo

Em tempos de tempestades
Diversas adversidades
Eu me equilibro, e requebro

É que eu sou tal qual a vara
Bamba de bambu-taquara
Eu envergo mas não quebro

(...)"



E como diz a poetisa Alice Ruiz:

(...)

Mas se apesar de banal

Chorar for inevitável
Sinta o gosto do sal
Sinta o gosto do sal
Gota a gota, uma a uma
Duas, três, dez, cem mil lágrimas, sinta o milagre
A cada milágrimas sai um milagre

(...)


A cada mil lágrimas sai um milagre! A crise precisa ser vivida, porque se não a lagarta não se transforma em borboleta. Predizer que vai deprimir nesse momento é como dizer que não vai aguentar passar pela crise, é quase um processo de desistência... E triste do homem que abandona a si mesmo!

Seja forte, my friend! Mas, saiba reconhecer que você não é humanamente capaz de ser forte o tempo todo. E isso não é sinal de fraqueza. Apenas é próprio da sua condição humana.

No mais, amigo, desconheça-te a ti mesmo! Produza novos sentidos... Analise o que realmente faz sentido na sua vida!

E, por favor, distribua melhor os ovos nas cestas... Você não percebe que está depositando todos os ovos numa cesta só?!

A VIDA NÃO É SÓ TRABALHO!

HÁ VIDA A SER VIVIDA!

EM FRENTE! ENFRENTE!

Peço desculpas se fui invasiva... Mas, precisava te dizer essas coisas, porque algo estava apelando dentro de mim para que eu me inclinasse sobre você numa atitude de cuidado e zelo.

É com muita humildade, amigo, que te ofereço essas palavras de fazer pensar...


* Imagem: http://www.deviantart.com/art/Dead-End-205210296

Comentários