Projeto expande a capoeira no município de Iraquara

Fotografias: Arquivo de Fábio Mandinga
Por Fábio Mandinga


Atualmente, o Projeto Oficina de Capoeira na Escola continua em parceria com a Secretaria de Educação de Iraquara-BA (secretária Cláudia Rocha) e prefeitura (Gestão Freitas), contemplando as cinco maiores escolas da zona rural: Escola Anísio de Souza Marques, Julião de Souza Braga, Altino Rodrigues, Emídio Pereira Evangelista, Artemísia Rodrigues Nogueira, atingindo um número de 60 alunos por escola, sob a coordenação de Mandinga, supervisão de Professor Pessoa. O objetivo é utilizar a capoeira como ferramenta para o desenvolvimento do conhecimento do aluno na escola e na sociedade.

As fotos desta postagem mostram uma primeira parte do evento, onde foi realizado um seminário com palestras e apresentações culturais que mostraram os objetivos do projeto, onde contamos com a presença do escritor, palestrante, perito do Ministério da Cultura, o Sr. Jailson Santos, e também da professora, escritora, pós-graduada em Cultura Afro, a Sr. Petinha Barreto. E demais representantes da Secretaria de Educação e Cultura anterior de Iraquara.

Público presente: 100 professores da rede pública.

Há também fotos que mostram a realização de uma caminhada cultural no sábado pela manhã, com a presença de aproximadamente 400 alunos do projeto, contando com a presença do pais acompanhando o evento.

Eventos realizados em 2012:

Oficinas de percussão (confecção e manejo de berimbaus). Objetivo: envolver os alunos com a musicalidade.

Batizado de capoeira na escola Anísio de Souza Marques, com o objetivo de valorizar o desempenho do aluno na escola e na sociedade.

Movimento da Consciência Negra do Projeto Oficina de Capoeira na Escola. 

Objetivos: Valorização da capoeira como veiculo propulsor da inserção da cultura afro na escola, reconhecimento das ações do Projeto Oficina como ferramenta para desenvolvimento educacional, social e cultural do aluno; valorização das ações do projeto como transformador social, na busca de valores culturais de comunidades remanescentes de quilombo onde o projeto atua. 

Equipe do projeto
Professor Pessoa (supervisor e formador)
Mandinga (professor e coordenador)
Diego Babuíno (instrutor) 

Clique nas imagens para ampliar:















Comentários

Ana Bailune disse…
Maravilha! Já disse que sou louca por capoeira?