Greve da Polícia Militar baiana afeta população iraquarense


Por Germano Xavier

A greve deflagrada pela Polícia Militar no estado da Bahia, iniciada no dia 31 de janeiro de 2012 e que vem se arrastando já há alguns dias, também já deu seus sinais na cidade de Iraquara. Temos informações concretas de que alguns comerciantes chegaram a fechar seus estabelecimentos em horários incomuns nos últimos dias, devido principalmente ao receio de que arrastões e furtos esporádicos possam vir a acontecer. Muitos boatos surgem a cada instante, mas pouca informação com base na verdade dos fatos. De acordo com uma fonte oficial ligada à Delegacia de Polícia da cidade, que preferiu não se identificar, até a manhã de hoje não há nenhum registro oficializado sobre ocorrência de furtos, saques e/ou arrastões em nossa localidade. “Muito do que chega ao conhecimento da maioria da população não passa de falácia. Por exemplo: ontem disseram que existiu um arrastão na cidade vizinha de Souto Soares. Ligamos para o departamento de lá e tudo foi desmentido. As nossas atividades estão normalizadas. Não vemos motivo suficiente para todo este alarde.” Os policiais que aderiram à greve reivindicam melhores condições salariais e de trabalho. O Governo diz que o fim da greve está bem próximo de ocorrer. Ao todo, são aproximadamente 31 mil policiais militares efetivos na Bahia.

Comentários